Home Office Coronavirus

19 Recomendações básicas para o Trabalho Remoto em casa (Home Office) quando em isolamento pelo Coronavirus

O novo coronavirus e a doença covid-19 estão se alastrando com uma rapidez assustadora. Muitas empresas estão sendo obrigadas a enviar seus times para trabalhar em casa em uma tentativa de tentar conter as contaminações.

Mas sem tempo de planejar um programa de trabalho flexível, nem de capacitar adequadamente seus participantes, muitas vezes este processo tem ocorrido de forma improvisada.

E nestes casos, a experiência no home office pode ser traumática, trazendo perda de produtividade e gerando conflitos desnecessários entre colegas e familiares.

Para tentar ajudar as empresas e as pessoas neste momento de crise, preparamos 19 recomendações básicas para trabalhar remotamente em casa de forma mais adequada e produtiva.

Veja abaixo:

 

1. Converse com sua família. Estabeleça regras de convivência no home office. Explique que vai estar presente mas não disponível. E que enquanto estiver trabalhando, não poderá ser interrompido.


2. Utilize sinalizações para mostrar aos outros da casa quando estiver no modo "office". Vista seu crachá, coloque fones de ouvido ou use uma plaquinha de "não perturbe" na porta, por exemplo.


3. Escolha um local da casa exclusivo para trabalhar, de preferência um lugar silencioso, afastado da rotina da casa e longe da circulação de pessoas. Mas seja tolerante com eventuais ruídos domésticos, principalmente agora que as crianças estão sem aula e precisam ficar em casa.


4. Faça a autogestão. Realize suas tarefas com qualidade e dentro do prazo, mesmo sem ninguém cobrando. Seja proativo, compromissado e auto-motivado. Não seja “movido à chefe”.


5. Dê foco na tarefa que está sendo realizada e evite ficar checando e-mails e retornando ligações de forma compulsiva. Estabeleça períodos para fazer estas verificações.


6. Planeje sua agenda e crie uma lista de prioridades. Se você já consegue prever quanto tempo leva para realizar as tarefas que estão programadas, lembre também de reservar um período para as tarefas que vão aparecer no decorrer do dia, aquelas imprevisíveis.

E negocie sempre: tenha certeza que poderá cumprir com o combinado. Isso gera confiança e auto-motivação.


7. Pense na ergonomia. Utilize o local e o mobiliário mais adequado possível para trabalhar. Uma cadeira confortável e o notebook na altura dos olhos já são um ótimo começo. Lembre-se de que sua saúde no home office depende de você.


8. Defina um horário para começar e encerrar o trabalho e respeite este expediente. Utilize pequenos “rituais” no início e no fim do dia para ajudar a entrar e sair do “modo trabalho” e não se perder nos horários. Um exemplo? Levar a garrafinha de água para o escritório sinaliza o início do expediente.


9. Tire o pijama. Estudos mostram que nosso desempenho e nossa motivação são maiores quando nos vestimos para trabalhar.


10. Cuidado com as tentações do home office. Tv, cama, sofá e geladeira estarão por perto. Disciplina é a palavra-chave aqui.


11. Cuidado com as distrações do home office. Visitas, crianças, entretenimento e faxinas no meio do expediente podem desviar o foco das tarefas. Fique atento com as distrações.


12. Quando acabar o expediente, saia do ambiente que definiu para trabalhar. Isso facilita na definição da fronteira entre a "home" e o "office".


13. Use o recurso de “mudo” durante uma tele ou videoconferência se houver ruídos domésticos e você não é a pessoa que está falando.


14. Antes de iniciar um novo projeto, tire todas as suas dúvidas. Obtenha informações detalhadas sobre as tarefas, objetivos, expectativas, prazos, etc.


15. Se surgirem dúvidas durante a realização da tarefa, entre em contato com seu gestor e colegas. Acumule dúvidas para tirá-las de uma só vez, mas não se isole.


16. Não permita que outras pessoas da casa utilizem ou mexam em suas ferramentas e materiais de trabalho.


17. Utilize os dispositivos de segurança e sigilo de informações disponibilizados pela empresa e tome cuidado extra com dados e arquivos confidenciais.


18. Esteja sempre disponível durante o horário comercial da empresa. Mas caso precise se ausentar, ou ficar offline, avise seus colegas e gestor quando estará disponível novamente. Para isso, use o status de disponibilidade "ocupado" e "volto logo" nas próprias plataformas de comunicação remota.


19. Se precisar falar com alguém remoto, basta entrar em contato. Não tenha receio de “incomodar” pois a pessoa em home office está em casa, mas também está trabalhando.

 

Vale ressaltar que todas estas dicas, quando realizadas dentro do contexto atual do Coronavírus, devem ser flexibilizadas. A maior tolerância deve acontecer por parte de todos os envolvidos no processo, considerando tanto o contexto familiar (filhos em casa, redução de ajuda externa, cônjuge, etc.) como o contexto da empresa (equipamentos, ferramentas de comunicação existentes, etc.)

Desta forma, indicamos que a comunicação entre líderes e colaboradores seja fluida e que negociações de horário de trabalho e entregas estejam compatíveis com o novo cenário.

A Gerente Executiva de Governança de TI Luciane Kussuki, destaca ainda a empatia como um elemento fundamental dentro deste cenário. "Pela minha experiência profissional, seja como líder ou liderada, quando um profissional se sente realmente acolhido, sente que seu gestor/colegas são empáticos e confiam nele, dando-lhe direcionamento e acreditando que ele está fazendo o seu melhor. Com isso, torna-se menos ansioso, mais grato e mais motivado e produtivo para atender as necessidades da empresa. É uma relação ganha-ganha que o trabalho remoto em tempos de coronavírus – se bem exercido e compreendido – muito pode incentivar", afirma Luciane.

 

O momento é de prevenção e isolamento social. Portanto, aproveite que a tecnologia permite o trabalho remoto e evite se expor ao risco de contágio pelo coronavírus no transporte público, em elevadores e nos espaços de convivência do escritório.

Esta é uma excelente oportunidade para mudar nossa maneira de pensar sobre o trabalho remoto. Vale lembrar que, além de prevenir contra a contaminação pelo novo coronavírus, o home office – se realizado da maneira correta – traz diversas vantagens para colaboradores e empresa.

Para os colaboradores, reduz o tempo de deslocamento casa-trabalho e permite mais tempo livre para si, aumentando assim a qualidade de vida.

Para empresas, o trabalho flexível reduz custos imobiliários de escritório, aumenta a produtividade das equipes, reduz absenteísmo, atrai e retém talentos e é uma excelente estratégia de contingência: o trabalho não é interrompido na ocasião de greves, eventos climáticos ou surtos de contágio, como a pandemia de Coronavírus que enfrentamos atualmente.

Afinal de contas: Trabalho é algo que se faz, não um lugar para onde se vai.

Precisa de ajuda na sua contingência de home office coronavírus? Entre em contato com a gente.

E para outras notícias e dicas sobre home office coronavírus, siga os updates na nossa página do LinkedIn

Que tal falarmos?

Rua Pedro Nolasko Pizzatto, 251    |    F (41) 3339.8639    |    (41) 99115.8152    |    (11) 96300.1830    |    (11) 99311.4086

contato@trabalhoportatil.com.br

Copyright 2018   |   Instituto Trabalho Portátil   |   Todos os Direitos Reservados